25.05/2019 | Sarah Libardi
Autor Raick Tavares

Raick Tavares Autor – “Eu deveria ter arriscado, feito tudo por conta própria.”

O autor Raick Tavares nasceu em João Pinheiro-MG, é radialista há mais de dez anos, atualmente é apresentador na Rádio Alternativa FM, na cidade de Paracatu, onde reside com sua esposa Suuh. Assina a coluna Dois Dedos de Prosa e Café, na Revista Notícias S/A e ministra palestras em instituições e eventos literários. Autor dos romances “Sempre e Um Dia a Mais”, “Foi Culpa da Clarice e Pra Hoje, Respire”. Hoje conta para o Central Autoria, como é ser um autor publicado, em meio a realidade brasileira no mundo literário.

1- Você não é só escritor, é radialista, tem várias colunas em sites e jornais. Minha pergunta é; o que veio primeiro, entre tantas atividades que desenvolve, o autor Raick Tavares ou o radialista Raick?

Primeiro, na profissão, veio o rádio. Depois a vontade de ser escritor profissional cresceu no decorrer dos anos e logo surgiram vários convites para escrever em sites, revistas e jornais impressos.


2- Antes de ser publicado tradicionalmente, você se arriscou na carreira de escritor Indie?

Eu fiz algumas publicações que me arrependo. Investimentos que não valeram a pena, porque contratei “editoras” que só me tiraram dinheiro. Eu deveria ter arriscado, feito tudo por conta própria, teria menos dores de cabeça.

3- Quais as maiores dificuldades que já enfrentou ou enfrenta na profissão?

Uma editora disse que iria publicar cinco mil exemplares do meu livro de forma tradicional. Mas, no fim das contas, eu descobri que o dono dessa “editora” não havia pago nem o capista.

4- Como foi o processo, até se tornar um autor publicado tradicionalmente?

Foi à base de muito estresse e continua sendo estressante. No meio tradicional, você depende de alguém investir no seu potencial. Hoje em dia, para isso acontecer, você tem que ter boas garantias de retorno para essa empresa. A partir do momento que entendi que o meio tradicional não é uma fábrica mágica de livros, comecei a levar a carreira como um escritor de verdade. Basicamente, você precisa se relacionar com as pessoas certas, precisam conhecer você!

5- O que muitos querem saber, é se existe alguma fórmula para conseguir ser publicado por uma editora de forma tradicional?

Anos atrás, uma pessoa sem noção de mercado diria: escreva. Hoje, com um pouquinho mais de experiência eu acrescentaria vários adereços a essa lista de dicas. Estude escrita criativa, conheça o mercado do livro no Brasil, vá a eventos literários, procure seu nicho de literatura e, a chave principal para alguém investir no seu trabalho, crie sua audiência. A dura verdade seja alguém razoavelmente conhecido. ( Aqui no blog já falamos sobre como criar a imagem de escritor.)

6- Se você tivesse que dar um conselho para quem está começando. Qual seria?

Não tenha pressa para publicar. Se você quer ser um escritor que vive dos seus direitos autorais, conheça onde quer pisar primeiro, não saia atirando por aí e assinando qualquer contrato que diga que te publicarão, mas que, em troca, você terá que pagar pelos exemplares.

7- Com a sua experiência, conte para nós o que um Editor pode fazer na carreira de um autor?

No meu ponto de vista, primeiro: paciência. O editor não é o mágico de OZ para realizar todas as suas vontades. A editora tradicional espera bastante engajamento do autor nas promoções.

8- Vi que a pouco tempo, você fez um curso voltado para desenvolvimento de carreira de novos autores, o que mudou na forma como você vê enxerga sua própria carreira e o mercado editorial?

O Curso da Lab Pub foi um presente muito legal que só acrescentou na minha carreira. Há 4 anos eu venho pensando em ser profissional, entender todas as formas de atuação de um escritor e como ele pode alcançar seu objetivo. O curso tem os melhores profissionais do meio editorial e, ouvir de pessoas que estão no meio há 10, 20 anos, te dá uma luz ainda maior. O meu resumo sobre o que aprendi é que, se você realmente quer ser um escritor reconhecido por um público e publicado por boas editoras que invistam em você, precisa se preparar.

9- Uma das maiores dificuldades que todo autor enfrenta é estar próximo do leitor, o que você faz para criar essa ponte?

Eu escrevo textos curtos para as redes sociais. Comecei a publicar contos na Amazon e, depois de uma relutância muito grande, estou entrando no Wattppad com o romance jovem adulto “Foi Culpa da Clarice”. Escrevo para uma revista impressa da minha região, para sites e jornais.  Estou muito feliz porque agora vou realizar um dos meus sonhos, apresentar um podcast sobre o mundo dos livros.

10- Fiquei sabendo que tem lançamento para junho, como está a expectativa?

Para Hoje Respire, Raick Tavares, editora Alicanto

Sim, será o lançamento do meu romance, Pra hoje, respire que está previsto para acontecer na feira de Brasília, dia 15 de junho. Eu estou bastante animado, porque adoro a feira e poderei rever os amigos que tenho por lá.

11- E o futuro? O que vem por aí?

Nossa… são tantos os projetos. Como disse antes, o podcast. Quero escrever um roteiro de curta, algumas peças de teatro e dar início a uma série de livros que já tenho planejado há algum tempo.
Conheça mais do autor Raick Tavares nas redes sociais Facebook e Instagram.









Sou um pouco Carioca e um pouco Paulista, cresci no elo dos dois mundos, entre livros e mais livros, muitas vezes me perdi entre o que era real e o imaginário, tinha o hábito de inventar personagens e me achava uma mentirosa compulsiva, até que descobri Que contar histórias é o que me fascinava. Autora dos livros "Quem Sabe Amanhã" , "No Meu Destino" e "Controverso". Participante da Antologia Corolário da Alma Editora Porto da Lenha. Selecionada pela Editora Meraki Publisher, para participar da Antologia Eu Assumo as Consequências de Me Pertencer. Selecionada pela Editora Rico para participar do Reality Literário O Escritor.
0 Comentários
Deixe o seu comentário!