11.12/2018 | Murillo Costa
consequências do bullying no trabalho

As causas e consequências do Bullying no trabalho

Para quem já sofreu as consequências do bullying na infância, pode ser um choque se deparar com o mesmo problema na vida adulta. O work place bullying é o nome dado ao abuso cometido no local de trabalho. Qual o perfil de quem tenta ferir a autoconfiança dos outros? Como se defender?

Antes de respondermos, lembre-se de compartilhar esse post com seus amigos. Os botões para isso estão no final da página. Conheça também meu livro, gratuitamente. É só clicar aqui. Obrigado!

Esse artigo foi inspirado no conto Balé de Almôndegas, do livro Aqui Quem Fala é da Terra, antologia da Plutão Livros.

As causas e consequências do bullying no local de serviço

Se você pensa que bullying é coisa de crianças e adolescentes problemáticos, parabéns, você conseguiu amadurecer! Mas, infelizmente, existem pessoas que apenas ganham mais anos de idade, mas não evoluem. Por isso, o bullying é levado para a vida adulta.

Em se tratando de work place bullying, o bullying praticado no local de serviçopesquisadores se empenharam em traçar o perfil do valentão. Além de não terem amadurecido, essas pessoas carregam insegurança e medo. Principalmente quanto a profissionais recém-formados.

Pense em você, que saiu recentemente da faculdade – ou sairá em breve – com técnicas e conhecimento fresco na mente. Ao ser contratado numa empresa com funcionários antigos, como acha que eles se sentirão em relação a você?

Os funcionários maduros verão em você uma forma de aprender uma nova visão sobre seus trabalhos e, na mesma linha, lhe ensinar macetes valiosos. Por outro lado, pessoas imaturas verão em você uma ameaça a seus empregos. Consequentemente, tentarão “remover” a ameaça por praticar o bullying. Elas não conseguem suportar o fato de você fazer sucesso e elas não serem capazes disso.

As consequências do bullying no local de serviço incluem a queda na autoestima e na produção do serviço. Além, claro, da falta de motivação de sai da cama para trabalhar e a infelicidade na carreira. Mas, antes de continuar se sentindo assim, pare e pense no que pode ser feito.

Um modo simples de resolver o bullying no local de trabalho

Um dos presentes(?) da vida é poder se impor e lutar por seu espaço. O melhor modo de resolver casos de bullying no trabalho é conversando com a pessoa que o pratica.

É o momento de colocar tudo “em pratos limpos”. Geralmente quando você senta para conversar, o praticante do bullying vai espernear, chorar e negar até o fim. Ele poderá até usar um desculpa fajuta, que você sabe que não é verdade, para tentar justificar o que ele chamará de “mal entendido”. Porém, você sai de alma lavada.

Depois de resolver – ou tentar, pelo menos – erga a cabeça e entenda que não deve nada a ninguém, a não ser a você mesmo e a seu trabalho. 

O bulliyng na ficção científica

aqui quem fala é da terra

Como a Arte e a vida andam juntas, o bullying também está representado na literatura. Recentemente encontrei o livro Aqui Quem Fala é da Terra, uma coletânea de contos de ficção científica envolvendo aliens. O livro foi feito sob organização de André Caniato e Jana Bianchi.

  • 235 páginas;
  • Outubro de 2018
  • Plutão livros;
  • Vários autores.

O conto que abre o livro é Balé de Almôndegas, de Rodrigo van Kampem, editor da revista Trasgo. Nele, uma alienígena chef de cozinha é enviada à Terra para investigar os humanos, a fim de transformar toda a nossa raça em almôndegas para um casamento.

Num encontro que não deveria ter acontecido, ela acaba nomeando Annabelle, uma menininha, como representante de toda a humanidade. Annabelle deve autorizar, ou não, o abate e transformação dos humanos em almôndegas.

A amizade improvável entre as duas faz a chef descobrir que Annabelle sofre bullying por não ser alta e magra e a ajuda a conquistar um grande sonho: dançar balé.

Ao ser atacada com bullying, a situação é conduzida para um final improvável. Você pode ler o conto gratuitamente na Amazon, clicando aqui, e depois em “dê uma olhada”, já no site da Amazon. Esse também é o link de compras, se usá-lo para comprar, ajudará o Central a se manter de pé.

Não sofra calado e não tome atitudes precipitadas

Ao lidar com o bulliyng no emprego, não se cale. Chame a pessoa para o RH e converse com ela. Esclareça a situação. E, principalmente, não contra-ataque se rebaixando aos mesmos modos do valentão.

Você é superior ao bullying e sabe que ele vem de uma pessoa insegura e mal-realizada. No que puder e se for possível, ajude-a a crescer. E, de modo, algum, se sinta culpado se a gerência tomar medidas fortes. “Culpe-se” apenas pelo seu bom trabalho!

Sou o autor de Os Renegados, distopia pós-apocalíptica, editor do Central Autoria e host do Autoria Podcast. Também sou parceiro da saga de fantasia épica A Crônica Esférica. Estudante contínuo de empreendedorismo e marketing digital, procuro compartilhar conhecimento através do meu trabalho.
0 Comentários
Deixe o seu comentário!