19.09/2018 | Murillo Costa
As melhores distopias brasileiras

Dois importantes livros de distopia de autores brasileiros

Está muito enganado quem pensa que livros de distopia de autores brasileiros contemporâneos não fazem sucesso. Bárbara Morais e Eric Novello são dois escritores que mostraram suas histórias para o Brasil inteiro, encontrando na distopia os cenários para criar seus universos.

Os livros distópicos dos dois são as primeiras indicações nacionais aqui na Semana da Distopia. Lembre-se compartilhar esse artigo com seus amigos! Os botões para isso estão logo ali em baixo.

Trilogia Anômalos: Bárbara Morais cria um mundo com pegada sci-fi

A trilogia Anômalos é composta pelos livros A Ilha dos Dissidentes, A Ameaça InvisívelA Retomada da União. Neles, Bárbara Morais uniu a distopia à ficção científica numa trama de amadurecimento e auto-descoberta.

A Ilha dos Dissidentes

Sybil é uma jovem residente da paupérrima zona de guerra entre a União e o Império do Sol. Ela se torna a única sobrevivente de um naufrágio e descobre um fato aterrorizador sobre si mesma: é uma anômala, uma portadora de mutação genética que lhe dá habilidades sobre-humanas.

Após o naufrágio, ela se junta a uma família adotiva na maior cidade para mutantes do continente, onde sua vida, definitivamente não será como antes. Morar em uma zona de guerra poderá ter sido sua parte mais fácil na vida.

A história de Bárbara Morais me fez lembrar de Mentes Sombrias, distopia adolescente recentemente transformada em filme pela FOX. A Ilha dos Dissidentes foi lançado em 2013, pela editora Gutemberg.

Se você quiser conhecer melhor a série, siga esse link Amazon, onde poderá também comprar o box com os 3 livros. Se comprar com o nosso link, ainda ajuda o Central Autoria a se manter online.

Ninguém Nasce Herói: Eric Novello escreve sobre um Brasil fundamentalista

Em Ninguém Nasce Herói figura muito bem entre os livros de distopia de autores brasileiros. Na história de volume único, Eric Novello escreve sobre um Brasil dominado por um ditador religioso extremista. Nesse Brasil, o simples ato de distribuir livros é encarado como rebeldia (isso nos lembra de Fahrenheit 451, do qual já mencionamos aqui no evento).

Ninguém Nasce Herói - Eric NovelloChuvisco, um dos personagens principais, faz de sua rebelião mudar sua própria realidade. Junto com os amigos, ele entrega exemplares de livros na praça Roosevelt, no centro de São Paulo. Eles são jovens que tentam viver sua vida sem deixar que ela seja totalmente manipulada pelo governo, nada mais que isso.

Outro perigo para Chuvisco e seus amigos é a Guarda Branca, uma milícia que percorre as ruas da cidade agredindo diversas minorias. Os atos de ódio dessa milícia são incentivados pelo governo.

Ao ver a Guarda Branca espancar um garoto no meio da rua, Chuvisco age sem pensar duas vezes. Mesmo apanhando, ele consegue salvar a vida do menino. Mesmo não nascendo herói, Chuvisco aprende que terá de tornar sua luta pessoal muito mais intensa se quiser mudar seu futuro.

Quer conhecer o livro? Siga nosso link.

Indicação brinde: Os Renegados

Os Renegados é o primeiro livro desse blogueiro que vos fala. Ele foi publicado em 2016 e hoje será lançado em uma nova edição! Às 14:00 será publicado aqui no site o conteúdo especial do relançamento. Espero muito que você volte. Para ler a sinopse de Os Renegados, incluindo ver a capa, que, modestamente, ficou linda, clique aqui.

Sou o autor de Os Renegados, distopia pós-apocalíptica, editor do Central Autoria e locutor do Autoria Podcast. Também sou parceiro da saga de fantasia épica A Crônica Esférica. Webdesigner por formação, procuro compartilhar meus conhecimentos em Marketing Digital com outros escritores para que possamos formar juntos nossas carreiras.
0 Comentários
Deixe o seu comentário!